Mudez


Vento frio a queimar
a pele,
aquecer
a alma,
a desabrochar sentimentos
tão frios e esquecidos
na verdade que se esconde
dentro do peito, no vazio
vivido num vacilo
a espreitar o alívio,
da dor que o sussurro gelado
lhe traz.

Leonardo Otaciano

4 comentários:

  1. Excelente essa poesia Leonardo! Parabéns. Eu preciso me apaixonar novamente para escrever poesias. Ao estar no estado "apaixonado" meu âmago se inspira e, aí então eu escrevo-as. Se eu não estiver neste estado, simplesmente não consigo. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No meu caso, a chuva serve-me de grande inspiração.
      É em dias chuvosos que minhas composições poéticas brotam.
      Abraço.

      Excluir
  2. Que lindo! As palavras profundas me fizeram suspirar, acho que vivi cada palavra. Foi como se meus sonhos estivessem no escuro, e fossem trazidos à luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato Melissa!

      Essa profundidade no sentimento é o fator mais buscado pelo poeta.
      Agrada-me saber que consegui.

      Excluir

Conheça mais sobre o fundador do Marcas Literárias

LIVROS DO AUTOR LUCIANO OTACIANO EM DESTAQUE

#PapoComAmanda: Especial Halloween

Artigos, crônicas, contos, poesias e destaques