Deus indefinível


Certamente o mundo em que vivemos, desde os tempos primórdios até o da atualidade a humanidade têm procurado incessantemente respostas sobre o que seria Deus. O que é Deus? Deus é uma força superior? É puramente energia cósmica? Ou seria um ser criado pela imaginação do homem? Ou seria Deus o tudo e o nada num único e incompreensível tempo espaço de matéria num buraco negro? Será que Deus habita a nebulosa "negrejante" do Universo impalpável de uma galáxia desconhecida para nós? São perguntas que ninguém possui as respostas. O que se tem são teorias de uma existência de Deus em que, muitos de nós duvidam que exista de fato. Algumas pessoas sequer admitem a hipótese da existência Dele, já que Ele, o todo Poderoso nunca se revelou para alguém. Até para aqueles que têm em sua fé a incomensurável certeza da existência Dele jamais o viram.

Talvez o verão quando a profecia das escrituras sagradas se cumprir no mundo dos homens, e por falar em mundo, é triste presenciarmos a situação do planeta Terra. A mesma Terra que fora Criada para ser o lar de todos nós, mas que, pela nossa ganância e incapacidade de cuidar dela de forma adequada está, cada vez mais, degradada e arruinada dia após dia, e, por culpa nossa. Não é para menos que, muitas pessoas têm buscado na fé e religião o seu socorro e refúgio. No meu ponto de vista muito se fala em Deus, mas essa atitude da humanidade ocorre principalmente porque a população não aguenta mais tanta corrupção, mortes e tantas outras barbaridades que, deixariam até mesmo o próprio Satã de boca aberta. A humanidade faz o mal, age de forma cruel, pratica barbáries contra o seu semelhante e, por fim jogamos a culpa nos demônios e no Capeta, o Pai do Mal como é conhecido por nós. Por isso e por tantas outras razões buscamos em Deus a nossa salvação e pedimos socorro a Ele para nos livrar de todo mal. E, se a raça humana não fosse de fato mal, suponhamos que por um momento o homem não tivesse em sua própria natureza a maldade. Será que nós procuraríamos Deus? Será que, se o mundo fosse perfeito, se todas as pessoas vivessem felizes e, não existisse o sofrimento no mundo, será que lembraríamos da existência de um Deus? Ou não daríamos importância já que, viveríamos todos num conto de fadas? Ao meu ver a melhor maneira de procedermos com nós mesmos e até mesmo com os outros é pensar que não há um Deus. Assim, a raça humana não teria justificativa para seus próprios erros. Pensemos, por um milésimo de segundo, que não há Deus, ou que, se de fato Ele exista, não se importa. Vamos pensar para além ou aquém de Deus. Em nós, no mundo em que vivemos. No planeta Terra, ou o mundo dos homens. Pensou? Ok. 

Agora vamos acreditar piamente em alguma coisa impalpável, o que para a maioria de nós é um tanto complicado, mas pensemos assim mesmo. Em um Deus único, que é a causa e o princípio e o fim de tudo. E, este próprio Deus único, causa, princípio e fim de tudo, se transmuta, ou seja, muda e tem mudado de mais benévolo para menos benévolo, ou maléfico. Então, passamos a acreditar num único Deus para que houvesse uma ordem universal, uma força maior que mantêm a sincronia do universo,  uma única regra a obedecer. Acredito piamente que, um Deus serve também como repressor de nossos mais profundos instintos e desejos.

A melhor forma de acreditar em Deus é ignorando-o. Não no sentido de rejeitá-lo ou de não acreditar em sua existência. Mas, ignorar todo e qualquer argumento contra Ele. Até porque a crença é só um dogma, contra qual não há qualquer argumento. Viva sua vida, ou exista em sua existência, pois Deus não deixará de existir, ou passará a existir de acordo com o seu pensamento. Reflita sobre isso e evolua sua mente a respeito desse assunto um tanto polêmico sobre a existência do todo Poderoso.

O homem é criação de Deus? Não seria o contrário, ou seja, Deus não seria criação do homem? Se nós não existíssemos, Deus existiria? Se Deus existisse sem nós, quem o lembraria? Não seria Deus algo existente somente porque o homem assim o concebe? Suponhamos então que, nenhum homem ou mulher habitasse a plana Terra, para que existiria um Deus? Para existir em sua totalidade vazia no inócuo abismo de energias cósmicas? Pense nisso! Quem sabe encontrarás o que há tempos a humanidade procura. O sentido da existência, ou não, de Deus.

4 comentários:

  1. Quanta reflexão!
    Muito bonito o texto.
    Palavras lindas e profundas.
    <3

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostas dos meus escritos Teca. Obrigado pelo carinho e um abração!

      Excluir
  2. Ótimo texto, um dos melhores que já li.

    Essa reflexão e repetidos questionamentos quanto a existência de Deus e os mistérios do universo, são, sem dúvida, um dos pontos mais martirizantes do ser humano, que tenta ao máximo entender o incompreensível.

    Abraço e parabéns pela excelente reflexão.

    ResponderExcluir

Conheça mais sobre o fundador do Marcas Literárias

LIVROS DO AUTOR LUCIANO OTACIANO EM DESTAQUE

#PapoComAmanda: Especial Halloween

Artigos, crônicas, contos, poesias e destaques