Deixe a sua noite a mais sombria possível com esses livros nacionais


O Dia das Bruxas está chegando e, apesar de o país não cultuar essa data tão sinistra em seu território e tê-la como um feriado nacional ou ainda marcá-la em seus calendários, nos últimos anos muitos são os brasileiros que ainda continuam festejando e apreciando as comemorações organizadas por grupos especiais no dia 31 de outubro. Para aqueles que adoram muito terror, mistério, suspense e situações sobrenaturais onde o medo é o principal companheiro, sabe-se que na literatura é muito comum encontrar caminhos que levem os leitores a tais portais da imaginação onde as melhores — ou piores — sensações é o efeito mais desejado. Muitos autores estrangeiros clássicos e indispensáveis compõem o grupo medular desse domínio aterrorizante que é considerado por muitos, o melhor e mais amplo gênero literário e cinematográfico, aquele que possibilita seus criadores a irem muito mais além do que se possa imaginar, elevando seus personagens infernais ou criaturas bizarras a um estágio muito avançado e surpreendente de manifestação. Entre tais mestres e obras, é impossível não citar nomes como Edgar Alan Poe, Bram Stoker, Oscar Wilde, H. P. Lovecraft e Stephen King, todos com suas peculiaridades e obras marcantes que certamente podem fazer parte da noite mais assombrosa do ano, momento muito propício para tais leituras. 

O que muitos não percebem é que por aqui também há um grupo de autores muito especial determinado a expandir ainda mais a cultura do medo para seus leitores e apreciadores nacionais. Neste artigo será citado cinco grandiosos autores brasileiros que caminham com seus personagens pelas ruas mais obscuras da face da Terra em busca de algo em comum, atrair seus leitores para este universo sombrio e assustá-los até que os seus fios de cabelos se levantem, prendendo-lhes em suas histórias e os fazendo parte do enredo grafado. Essas figuras já estiveram presentes no Marcas Literárias apresentando seus ilustres volumes e demonstrando para o público que por aqui também há muito talento embora muitos não tenham conhecimento desta evidência ainda. É uma satisfação citá-los no artigo e prestigiá-los mais uma vez por aqui.

Noite Diabólica
R. F. Lucchette


Começamos com o verdadeiro mestre do terror nacional, Rubens Francisco Lucchette. “Noite Diabólica” – publicado em 1963 é considerado “o primeiro livro de Terror escrito no Brasil”. Estejam atentos!Quando dobrarem uma esquina, observem! Quando ouvirem estranhos ruídos no céu, levantem a vista! Quando nas noites de luar, macabros uivos ressoarem pelo ar, abriguem-se! Não sejam viajantes nesses caminhos impuros... O diabo anda à solta pelas cercanias, sob várias formas: ora como insignificante homenzinho, ora como cidadão matreiro, ora com feições horrendas. Duendes deformados, enviados pelo Inferno para desesperar os homens, saltitam e entoam cantos diabólicos nos porões dos castelos. Lamentos e prantos de almas penadas ouvem-se no silêncio da noite em casarões erguidos junto ao mar em fúria. Atormentados fantasmas voltam do Além, em noites tempestuosas para murmurar os infames segredos de quem eram possuidores em vida. Mulheres estigmatizadas por desígnio estranhos aterrorizam os animais com sua presença. Em antigas e austeras mansões, figuras lívidas emergem das sombras à luz dos lampiões e aqueles considerados mortos se erguem de suas tumbas, sedentos de vingança. E nas noites de luar muito branco, um uivo sinistro corta a noite e os corações dos homens. É o lobisomem, pronto para matar e destruir! Acautelem-se!!! As trevas sufocam e estão empapadas de sangue e horror!!!

Rubens Francisco Lucchette, mais conhecido como R. F. Lucchetti, é um ficcionista, desenhista, articulista e roteirista de filmes, histórias em quadrinhos e fotonovelas. É considerado o "Papa da Pulp fiction" no Brasil.


A Caixa de Natasha e Outras Histórias de Horror
Melvin Menoviks


A Caixa de Natasha e outras histórias de horror é o primeiro livro de Melvin Menoviks. Um estranho retrato pendurado no corredor da casa de sua avó causa um assombroso fascínio no jovem Alfredo, em “O retrato tétrico”. Duas irmãs sozinhas em casa em um dia nublado, frio e silencioso revelam um segredo que talvez devesse ter permanecido oculto para todo o sempre, em “As inocentes”. A mais pura essência do medo e do terror, personificada em “Malpurga”, é finalmente superada por um homem no começo da velhice – será? A caixa de Natasha e outras histórias de horror reúne 17 contos, 3 poemas e uma narrativa longa do estreante Melvin Menoviks. As histórias, originais e aterrorizantes, exploram várias facetas da ficção de horror, desde o terror psicológico sutil até o exagero escatológico de sangues e carnificinas, passando por todos os sinistros mistérios que existem entre esses dois extremos. Não se atreva! Após tensão e suspense crescentes, a atormentadora revelação final de “A caixa de Natasha” poderá causar pesadelos eternos mesmo no mais corajoso dos leitores.

Melvin Menoviks é o pseudônimo literário de Gustavo Lopes Perosini. Nascido no último dia do ano de 1993, na pequena e misteriosa cidade interiorana de Tabapuã-SP, o autor se dedica com afinco à expressão por meio de palavras de todas as fantasias macabras que habitam sua mente inquieta: sombras, sangue, mistérios, névoas, trevas e vísceras expostas são apenas alguns dos elementos que permeiam sua obra, sempre voltada para a loucura, para o fantástico e para o terror. No cinema, escreveu e dirigiu SOMNIUM, um curta metragem de horror com elementos surrealistas. A principal publicação de Melvin Menoviks, até o momento, é o assustador livro "A Caixa de Natasha e outras histórias de horror".


Horror na Colina de Darrington
Marcus Barcelos


''Horror na Colina de Darrignton'' é fenômeno do Wattpad com + de 1 milhão de leituras. Em 2004, Benjamin Simons deixa o orfanato em que viveu desde a infância para ajudar alguns parentes num momento difícil. No entanto, certa madrugada, a tranquilidade da colina de Darrington é interrompida por um estranho pesadelo, que vai tomando formas reais a cada minuto. Logo, Ben descobre-se preso numa casa que abriga mistérios e parece próxima do inferno. Dez anos depois, Ben decide contar tudo o que viveu, desvendando uma conspiração capaz de destruir até a sua própria sanidade. Onde termina o inferno e começa a realidade? 

Marcus Barcelos nasceu no Rio de Janeiro, em 1989, onde mora até hoje. Graduando em Jornalismo e estudando Roteiro Cinematográfico na Escola de Cinema Darcy Ribeiro, é ávido por literatura e começou a escrever aos dez anos de idade. Encontrou nas histórias de terror a sua paixão e têm como inspiração os grandes mestres Stephen King, H.P. Lovecraft e Edgar Allan Poe. Marcus também é um dos Embaixadores Internacionais da plataforma Wattpad no Brasil, onde conta com milhares de seguidores. Além da literatura, Barcelos também é apaixonado por esportes: é treinador de Boxe Inglês da Federação do Estado do RJ, atleta de CrossFit e surfista, mas só nos finais de semana. Ou quando o mar está bom, sempre entre uma morte ou outra de seus personagens.


Treze
Duda Falcão


Ao abrir as páginas desse tomo, você encontrará 13 contos de horror, bem ao estilo das antigas narrativas weird. No universo de Duda Falcão habitam monstros antediluvianos, demônios, vampiros, bruxas, feiticeiros e criaturas reanimadas trazidas das garras da morte. Pessoas comuns transitam nesse mundo das trevas, desde estudantes universitários a fotógrafos, detetives despreparados e crianças inocentes. Confira essa obra e trilhe os caminhos inusitados do pulp.

Duda Falcão graduou-se em História, especializou-se em Literatura Brasileira e tornou-se mestre em Educação. E, atualmente, além de lecionar numa faculdade, é editor (em 2010, ele fundou, junto com Cesar Alcázar, a Argonautas Editora, especializada no gênero Fantástico e cujo carro-chefe é a série Sagas, que já está no quinto volume), organizador de antologias e escritor (na introdução do livro Estranho Oeste¹, Cesar Alcázar o chama de “autor campeão de antologias”).


Passeando Entre Loucos e Outras Histórias
Clayton De La Vie


Nunca dê espaço na sua casa para A CIGANA entrar, com ela sempre virão maldições terríveis. NOITE DE TERROR inundará o céu com sangue de inocentes crianças, que não estarão mais BRINCANDO DE MORTO. Mas, escute, jamais seja tão ingênuo quanto ela. Isso, ELA, CINDERELA. Ouça o MIADO que adentra pela janela, atenda O HOMEM NO ESPELHO. Alcance o sono com o DEMÔNIO PINTADO, sem deixar que O GAROTO DO ASSOBIO sinta a sua presença. Fuja da INVASÃO ZUMBI que se aproxima pela estrada, não espere que eles estejam COMENDO VOCÊ para perceber o erro fatal. Se preciso, torne-se um MANÍACO INCENDIÁRIO e queime a todos, tente ignorar os olhares furtivos d’A daMA DE BRANCO, que deseja cativar a sua atenção em um SUSSURRO. Talvez seja O STRIGOI DE CARAGEA, O LOUCO de OLHOS NEGROS, que esteja a fim de te convidar a um passeio, que esteja ele próprio PASSEANDO ENTRE LOUCOS, portanto se atente aos avisos e jamais – jamais – ignore-os. 

Nascido em agosto de 1994, em Franco da Rocha (SP), começou a escrever muito cedo. Atualmente, com vinte e um anos, tem - entre novelas, contos e noveletas - quinze obras publicadas. Dentre elas, destacam-se A Mordida do Vampiro, romance sobrenatural que assina como Laerte Verrier, e Seres do Além, uma saga de fantasia que, escrita há dez anos, é hoje a sua maior realização. Amante de boa música, se delicia ao som do bom, velho e fedorento Rock 'N' Roll. Em suas palavras, não há prazer maior do que a literatura; as letras, presas em folhas de papel, são mais libertadoras do que se pode imaginar. 

E aí, gostou da listinha para o Dia das Bruxas? Qual desses você vai escolher? Que tal, todos?

2 comentários:


  1. Muito boa as suas indicações. Dentre as obras citadas, eu já li "A Caixa de Natasha e Terror na Colina de Darrington". Gostei por demais das leituras. Quanto aos outros ainda não tive a oportunidade de ler, se tiver o lerei sem pestanejar. Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros são fantásticos, não é mesmo, Luciano? Desde o grande mestre Lucchetti ao mais jovem autor.

      Obrigado pela presença.

      Abraços.

      Excluir

Conheça mais sobre o fundador do Marcas Literárias

LIVROS DO AUTOR LUCIANO OTACIANO EM DESTAQUE

#PapoComAmanda: Especial Halloween

Artigos, crônicas, contos, poesias e destaques